Anota na agenda: Dnaipes, Tiago Iorc e Anavitória

Olá queridos! Quanto tempo que não interajo com vocês direito. Quanto tempo que eu não faço uma agendinha com as coisas boas da vida que estão pra acontecer ou não indico músicas legais. Então pra não ficar em dívida e pra não bombardear de conteúdo o blog, hoje indico alguns eventos bacanas e amanhã faço playlist, pode ser? Ok.

Vou tentar ordenar do mais próximo para o mais distante, assim vocês anotam na agenda e conseguem acompanhar minhas loucuras. Pra começar, aqui estou novamente falando do Antility, lembram do último post? Pois é, o movimento #RezaALendaQue ganhará exposição na House Of All (minha foto estará lá) e com direito a um pocket show da banda Dnaipes. Na cozinha da House vai ter comida de masterchef e no bar muitos sorrisos com cerveja e drinks.

14040163_706532319501470_3330213331577217296_n

Onde: Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 47 – São Paulo
Quando: 26/08 l 20hs
Quanto: Grátis, exceto a consumação.

Pra informações do evento: http://migre.me/uKpft

Depois de um show lindo do Dnaipes a gente vai pra casa dormir? Lógico que não, tem show do Tiago Iorc com participação especial da Maria Gadú no Espaço das Américas. Acredito que eu não preciso falar muito desses dois talentos, preciso? Não sei explicar o tamanho do amor que eu tenho pelos dois, esse será o segundo show que vou com os dois dividindo o mesmo palco. Sempre fico empolgada, estou contando os segundos.

13620293_656286904538037_8760341819913763898_n

Onde: Espaço das Américas. Rua Tagipuru – São Paulo
Quando: 26/08 l 22hs
Quanto: R$ 60 inteira l R$ 30 meia

Pra mais informações do evento: http://migre.me/uKpTc

Paramos de rolê na sexta (26/08) e descansamos (ou não) até 10 de setembro. Dia 10 teremos as lindas da Anavitória no Teatro Eva Hertz e vai ser lindo demais. Se ainda não ouviram o som dessas meninas, estão perdendo. As melodias e as letras lembram uma fase muito boa da minha vida e que eu quero guardar dentro de mim por uma eternidade. Por ser um espaço pequeno, acredito que se não correrem os ingressos esgotarão fácil.

14021455_1593090000992107_6515503521108426883_n

Onde: Teatro Eva Hertz – Av. Paulista, 2073
Quando: 10/09 l 15hs
Quanto: a partir de R$ 30

Pra mais informações do evento: http://migre.me/uKq4H

Espero que curtam, nos dois primeiros é certeza que estarei, no da Anavitória ainda está um pouco incerto. Quero que curtam muito e se tiverem algum evento interessante pra me indicarem, me mandem mensagem ou comentário.

Beijos, Ca

Anúncios

Banda Above volta as palcos com nova turnê

Seus lindos! Hoje vai ser uma passagem rápida por aqui, mas com mais uma dica linda de show pra curtir no próximo sábado. No dia 2, no Feeling Music Bar, a banda ABOVE volta aos palcos depois de um período de hiato. A apresentação representa o lançamento da nova turnê e é muito provável que tenha faixas que não são tocadas com muita freqüência.

above.png

Essa nossa geração é cheia de gente talentosa e acredito que a banda ABOVE é uma das grandes apostas do pop/rock. Estão na estrada desde 2010 e é formada por Julies Mazarini (voz), Rodrigo Rossi (guitarra), Diogo Domene (guitarra), Jeff Sales (bateria) e Rone Bento (baixo). No final de 2015 tiveram seu mais recente single lançado, intitulado como “Aonde está você”, a música traz uma particularidade muito linda e uma letra bem elaborada, vale a pena conferir!

É uma pena que as duas indicações de passeios que eu dei pra vocês vão acontecer no mesmo dia, mas decidam no par ou ímpar, no cara ou coroa, mas vão, não fiquem sábado à noite em casa porque é triste.

Serviço:
Feeling Musica Bar
R. Domingo de Morais, 1739 – Vila Mariana/SP
Contato: 4508.3338
Censura: Livre

Ingressos:
Antecipado R$ 20 (estudante/promocional)
Na entrada R$ 30

Até mais, Ca

Felicidade em forma de música: Vanguart

Vanguart é uma banda amor no coração que veio lá de Cuiabá pra encher nossos ouvidos de alegria, ela iniciou em 2002 e foi formada pelo vionista e vocalista Hélio Flanders e o que mais me encanta nesse grupo desde a primeira vez que eu escutei é o quanto eles são autênticos e verdadeiros, seja na melodia, na letra ou na performance, é realmente apaixonante ter tudo isso junto

Foto por Ariel Martini / I Hate Flash

Foto por Ariel Martini / I Hate Flash

Atualmente tem como integrantes Hélio Flanders (voz, violão e mais um monte de outras coisas), Reginaldo Lincoln (voz, baixo, vocal, bandolim), David Dafré (guitarra, lap steel, clarinete, vocal), Douglas Godoy (bateria e percurssão), Luiz Lazzaroto (teclado, piano e mais um monte de outras coisas) e Fernanda Kostchak (violino e glockenspiel) e posso dizer que ter todos eles em uma banda só é um presente do universo.

O gênero indie rock e folk tornam eles mais incríveis, até porque são gêneros que na minha opinião combina com qualquer momento do dia, aliás a minha dica é: leve Vanguart pra sua vida e pra sua playlist. O último disco lançado foi em 2013, intitulado como “Muito mais que o amor”, mas antes desse álbum têm o “Vanguart” (2007) e “Boa parte de mim vai embora” (2011), tirando os EP’s, singles e DVD’s, mas que não impede de você entrar no site oficial e ouvir tudo na íntegra, basta clicar aqui.

Vanguart tem influências do blues e do rock clássico e dentre os mestres dessa lista imensa, os que eu acredito que mais se encaixam no som deles é o Johnny Cash, Bob Dylan e The Beatles. O repertório conta com canções em inglês, espanhol e português, isso torna um diferencial em relação a outras bandas.

Foto por Ariel Martini / I Hate Flash

Foto por Ariel Martini / I Hate Flash

Pra finalizar, quero apenas que você pegue sua agenda e anote que amanhã eles vão estar em São Paulo no Teatro Mars a partir das 16 horas, o primeiro lote esgotou, mas está aberto o segundo no valor de R$40, vale a pena demais, não perde não. Se quiserem saber mais informações, acessem as redes sociais: FACEBOOK l INSTAGRAM l YOUTUBE

Até mais, Ca

Festival Pindorama Brasil terá Cícero Lins ❤

E tem mais um evento amor pra vocês irem, será no dia 17 de outubro no Teatro Mars. O carioca hiper talentoso Cícero Rosa Lins irá apresentar o seu novo disco intitulado “A Praia”, que eu sinceramente fiquei na dúvida se não é o melhor álbum dos três que ele possui. Se você ainda não ouviu esse cantor apaixonante, por favor, aperta o play aqui embaixo, presta muita atenção nas composições, porque eu não vou conseguir descrever, apenas sentir, então sinta comigo.



O cara é graduado em Direito e eu só tenho a agradecer por ele ter decidido sair dessa vida e escolher a música. Cícero tem uma voz bem suave e doce que na minha humilde opinião lembra muito o Marcelo Camelo e o Silva, aliás os dois artistas que citei fazem parte do segundo álbum dele, chamado “Sábado”, é uma junção de gente talentosa, posso te garantir.


tumblr_ni52ajzRb01s5krjso1_1280


Bom, não tenho toda a setlist do show, mas posso dar uma prévia que as faixas “Açúcar ou Adoçante?”, “Tempo de Pipa”“Vagalumes cegos”, “Ela e a Lata” e “Capim-Limão” fazem parte da performance, além das inúmeras canções novas. Não percam que vai ser tudo muito lindo, o Teatro Mars é de fácil acesso, dá pra ir de pé ou saindo da Estação Liberdade de táxi custa aproximadamente uns 10 reais, caso você decida aparecer por lá, me avise, vou ficar super feliz de te encontrar.


Quando: 17 de Outubro
Onde: Teatro Mars – Rua João Passalacqua, 80 – Bela Vista – SP
Horário: Abertura da casa 17h
Classificação: 14 anos
Quanto: R$50 (meia- entrada) l R$100 (inteira)
Saiba Mais […]

Beijos, Ca

Não existe certo ou errado, existe o bom a se fazer ♫

Cá estamos novamente e a banda da vez é Vivendo do Ócio, pra quem ainda não conhece, o grupo foi formado na Bahia e tem como integrantes Jajá Cardoso (vocal e guitarra), Luca Bori (baixo e vocal), Davide Bori (guitarra) e Dieguito Reis (bateria), estão desde 2006 contagiando as pessoas pelo Brasil inteiro e ontem, 9, tive a oportunidade de cobrir o show deles que aconteceu no Centro Cultural de São Paulo. Antes de dizer tudo que rolou no evento, preciso comentar sobre o CCSP, o ambiente é ótimo, é dividido em dois andares e de ambos é possível acompanhar o show tranquilamente, a acústica e a luz é excelente, o único detalhe que me incomodou um pouco foi a forma como os integrantes ficaram distribuídos no palco, mas se fosse de outra maneira dificultaria muito ver os músicos, então considerem isso um problema só meu.

Agora contando sobre a performance toda, os caras mandam bem demais, são empolgados e passa uma energia muito doida pra quem assiste, eu já curtia bastante Vivendo do Ócio, começando pelo nome, passei a ouvir as músicas e apaixonei, não sei se é só eu que penso desse jeito, mas o sotaque deles e o Jajá com cara de Raul Seixas torna tudo único. Foram 90 minutos e pra ser sincera não lembro de cabeça a setlist, então vou dizer as duas que eu mais pirei, Radioatividade e Nostalgia (não consigo ser mais clichê, desculpem), também tiveram convidados como Marcelo Gross e Fábio Trummer.

Processed with VSCOcam with p5 preset

No final do evento teve vendas de camisetas, bottons, adesivos, cd’s e eu me acabei lá, não fiquei pra fotos com os meninos, mas algumas fontes disseram que eles são uns fofos, logo terá mais de Vivendo do Ócio no Beco 203

Espero que vocês tenham gostado, fiquem ao som de Nostalgia, porque é isso que estou sentindo em relação a ontem! 


Beijão da Ca!

“O começo de tudo” e a volta no tempo

Como havíamos dito, aqui estamos para contar como foi o lindo show da Banda Fresno e sua turnê acústica tão esperada. Aconteceu no dia 31 de janeiro, exatamente as 21 horas no Teatro Bradesco, o blog só conseguiu cobrir o evento graças a duas pessoas, Gabriela Carvalhal da imprensa e Débora Bonfim, amiga nossa e fanática pela banda.

Segundo a Débora, o evento foi bem organizado em relação a todos os quesitos, aconteceu no horário indicado, foram duas horas de puro amor e as pessoas saíram extremamente satisfeitas com a setlist. O nome da turnê com toda certeza desperta nostalgia a todos que acompanham a Fresno durante esses 15 anos, mas o shows de “O começo de tudo” é a grande oportunidade que os fãs têm para ouvir os primeiros trabalhos deles, acreditamos que a maioria das pessoas nunca deixaram de escutar e se você ainda não conhece essas canções maravilhosas, dizemos algumas que fazem parte da performance, assim ficam na vontade e compram ingressos para o próximo show que acontece dia 07/02. Bom, ao todo foram 20 músicas, mas “O que hoje você vê”, “Verdades que eu tanto guardei”, “Em cada poça”, “Stonehenger” e “Sono Profundo” deixaram o público encantado, como se voltassem no tempo, só deixando saudade da formação da banda na época.



Além de todas essas grandes emoções, ainda teve capela de “Seu namorado é um idiota”  e “Frases engasgadas”, ambas do primeiro álbum “O Acaso do erro”, na música “Quebre as Correntes” o Lucas pediu pra que todos se levantassem e disse que estava liberado o público ficar de pé, assim muita gente foi para perto do palco curtir o final do show, o que tornou o ambiente cada vez mais familiar. Embora o Teatro Bradesco seja um lugar grande, a acústica é excelente e independente do lugar, é possível assistir o show perfeitamente, então não percam mais tempo, sério! Comprem ingressos para o sábado, vale muito a pena, garantimos a vocês que conforto e surpresas não faltam, o valores estão acessíveis e variam R$ 30 até R$ 130, cliquem AQUI e acrescentem mais uma experiência boa pra vida.


Ficamos por aqui com a nossa primeira cobertura e continuem acompanhando o blog, pois logo teremos mais novidades!

Dois beijos!

Entrevista: W-ROX

Tem banda nova na área galera, dessa vez a banda chama W-Rox e nós fizemos uma entrevista bem bacana com os integrantes. Eles já possuem CD e é formado por Artur Tiski (vocal/guitarra), Felipe Gatollin (baixo), Danilo Mitsuo (guitarra) e Fábio Carrara (bateria). Tive oportunidade de conhece-los em um dos meus passeios de sábado a noite e posso garantir que todos mandam muito bem. O show que fui aconteceu no Boteco Mathias em Suzano e apenas pra constar a banda é da zona leste, então para aqueles que vivem com preconceitos, saibam que aqui tem muita gente talentosa. Bora ver a entrevista!

ppp

Quando a banda surgiu? E porque decidiram se reunir?
R:
Tudo começou da seguinte forma: Nós, eu (Felipe, baixo) e Artur (vocalista e guitarrista) somos irmãos e quando crianças fomos estudar no maternal em uma escola, onde a proprietária é mãe do Fábio (baterista), então nós nos conhecemos aproximadamente a 27 anos, quando saímos do maternal, entramos no primário e foi na quarta série que encontramos com o Danilo (guitarrista). Todos sofreram muitas influências dos pais e dos amigos mais velhos, principalmente eu e meu irmão, porque nosso pai cantava no coral da USP, o que nos incentivou a estudar desde crianças. No colégio começamos a tocar em uma banda que em 2009 se tornou a W-Rox. Ou seja, nós não decidimos nos reunir, foi o próprio Rock que decidiu por nós, rsrsrsrs.

Todos os integrantes possuem influências musicais desde pequenos?
R: Acredito que esta pergunta foi respondida na primeira, rsrsrs. Mas sim, todos nós já mantínhamos contato com a música graças as influências dos pais e amigos dos pais.

Porque o nome W-Rox? Existe algum significado por trás?
R:
Nós éramos de uma banda que se chamava Rox Populi, a voz do povo é a voz do Rock. Esta banda tocava em bares, sem pretensão de gravar músicas próprias, pois era liderada por outro vocalista que precisou deixar a banda e então colocamos o Artur pra cantar, já que ele vinha cantando algumas músicas do repertório, assim resolvemos formar uma nova banda. Mantivemos o Rox, mas precisávamos de uma letra que representasse os quatro integrantes, e então como sugestão a letra “W“.

O que vocês mais escutam?
R: Essa é uma pergunta muito interessante, rsrsrs. Todos ouvimos muito Rock. Nós da cozinha (baixo e batera) temos raízes no Reggae e no Funk Suburbano Norte Americano como Red Hot Chilli Peppers, Tower of Power, Bob Marley, enfim o Drum Bass Groovado.E o Vocal e o Guitar, estão mais pro Grunge e Hard de Foo Fighters, Pearl Jam e até Pharrel Willians.

A banda já tem planos para 2015?
R: Muitos, depois de lançar o seu 1º DVD agora em Dezembro, pretendemos gravar nosso segundo álbum e claro, muitos shows pelo Brasil com músicas autorais.

526275_10151074923856821_1765713494_n

Quem é o responsável pelas letras e com qual objetivo o single “São Paulo” foi escrito?
R: Todos nós compomos.Todos nós escrevemos. A letra “São Paulo” reflete a visão de um cidadão comum, que nasceu nas regiões distantes do grande centro, mas que depende da cidade pra se construir e construir sua própria visão de mundo, partindo de um pensamento crítico.Uma pessoa que enxerga São Paulo como uma cidade viva, cheia de desafios, cheia de obstáculos e cheia de coisas boas também.

O que o disco Reverso representa pra vocês? E onde podemos adquirir?
R: O Disco Reverso, que não contém a faixa São Paulo, porque ela só ficou pronta depois de lançado, representa a soma de anos de trabalho, uma união de sonhos que nos trouxe até aqui. Podem ser adquiridos nos shows da banda, pela internet, pelo site www.wrox.com.br ou pelo próprio facebook da banda.

A busca pelo sonho está valendo a pena mesmo com as dificuldades?
R: Não seria um sonho completo se não tivesse tantas dificuldades.Nós trabalhamos com outras coisas além da música e o melhor de sonharmos juntos é que a amizade fica mais forte, junto com os princípios.Hoje, temos amigos ao invés de fãs, pessoas que nos acompanham, que nos chamam para tocar em suas festas, participar de seus casamentos, é sempre uma honra pra banda poder participar de momentos tão importantes para as pessoas, e receber convites. Quando vemos uma pessoa comemorando seu aniversário nos shows da banda, sentimos que sim, está valendo a pena.

Qual o melhor show que fizeram?
R: Todo Show da W-RoX para nós é muito especial e cheio de histórias para contar. Mas se fosse para destacar um, seria nossa gravação do DVD,  onde fizemos tudo acontecer, com ajuda de amigos, parceiros e nossa força de vontade. O grande diferencial desse show foi o repertório, que contou com 90% de músicas próprias e teve uma resposta muito gratificante do público, além do que, ficará registrado para sempre não só em nossas memórias mas em um DVD.

Porque escolheram o gênero Rock?
R: Porque desde criança sempre sonhamos em mudar o mundo e o Rock nasceu pra isso, com suas letras e figuras emblemáticas, que protestavam sem pudor e nem preconceitos. Buscando sempre mudanças que significassem mais do que apenas ganhar grana com música. Mandar uma mensagem positiva pra galera, a ponto de tocar na consciência da maior parte da galera à refletir sobre o cotidiano e a sociedade de uma forma divertida.

Espero que vocês gostem e fiquem apaixonadas pelas letras, pela banda, por tudo, assim como eu fiquei. Se quiserem conhecer mais sobre os integrantes ou as novidades da W-Rox é só acompanharem as redes sociais: FACEBOOK l FLICKR l SITE OFICIAL l YOUTUBE. É isso ae, deixamos um agradecimento especial ao Felipe Gatollin pela paciência e pela simpatia, aos demais da banda por terem sido tão amáveis no dia do show e por fim os créditos na foto central tirada pelo fotógrafo Davi Ayres. Até a próxima

Beijos, Ca